segunda-feira, 23 de março de 2015

VERDÃO É CAMPEÃO DO 1º MASTERS SERIES DE 2015


O 1º Masters Series de 2015 foi realizado no último sábado, 21 de março, e foi conquistado pelo Verdão, do técnico Antônio Carlos. Com esta conquista, o técnico do Verdão garantiu sua presença na Taça Brasília deste ano, além de reassumir a liderança do Ranking 2015 da Federação Brasiliense de Futebol de Mesa.
Conforme previsto no regulamento da competição, os Masters Series serão divididos em Taça de Ouro e Taça de Prata. Da Taça de Ouro deverão participar os oito primeiros colocados de um ranking composto após a realização de quatro torneios “Challengers”. Os técnicos colocados do 9º ao 16º lugar neste mesmo ranking participarão da Taça de Prata.
A forma de disputa dos torneios Masters Series prevê, na Primeira Fase, dois grupos pré-definidos com quatro técnicos. Nas semifinais o primeiro colocado de um grupo joga com o segundo do outro grupo e os vencedores fazem a final e os perdedores disputam o 3º lugar.
Assim ficaram os dois grupos após as três rodadas:

GRUPO
CF
TÉCNICOS
J
V
E
D
GF
GC
SG
PG
Aprov.
A
JOSÉ RICARDO
3
3
0
0
7
2
5
9
100,00%
MARCELO VASQUES
3
1
1
1
3
3
0
4
44,44%
ADOLPHO
3
1
1
1
2
2
0
4
44,44%
MOTTA
3
0
0
3
1
6
-5
0
0,00%
GRUPO
CF
TÉCNICOS
J
V
E
D
GF
GC
SG
PG
Aprov.
B
PAULO CÉSAR
3
2
1
0
8
3
5
7
77,78%
ANTÔNIO CARLOS
3
2
1
0
7
2
5
7
77,78%
CARUSO
3
1
0
2
4
7
-3
3
33,33%
ALCIDES
3
0
0
3
2
9
-7
0
0,00%

Assim, José Ricardo e Paulo César jogariam as semifinais com a vantagem do empate, contra Antônio Carlos e Marcelo Vasques, respectivamente.
Na mesa 1, José Ricardo e Antônio Carlos fizeram um jogo bastante equilibrado e onde tudo indicava que o placar de 0 x 0 não seria alterado. Eis que, nos acréscimos de doze palhetadas, num lance de muita sorte e de muita técnica, motivado pela necessidade de buscar a alteração no placar, Antônio Carlos conseguiu se desvencilhar de uma jogada na linha de fundo do técnico José Ricardo e, com quatro jogadores próximos à jogada (dois de cada), efetuou o passe no 11º lance de um total de 12. A bola caiu muito próxima da linha de fundo, com pouco ângulo. Ainda assim, efetuou com maestria o chute, assinalando um grande gol, demonstrando que estava com sorte de campeão.
No outro jogo, também bastante equilibrado, Paulo César saiu na frente, mas o surpreendente Marcelo Vasques foi buscar o empate, resultado que, no entanto, não o classificou para a grande final.
Na final, com poucas chances de gol, o primeiro tempo terminou em 0 x 0. No segundo tempo, após perder duas faltas, Antônio Carlos conseguiu marcar o gol que lhe garantiu a vitória por 1 x 0 e o título de campeão do 1º Masters Series de 2015.
Na decisão do 3º lugar, José Ricardo venceu Marcelo Vasques por 4 x 0.
A disputa pelo 5º lugar começou com dois jogos: Adolpho 3 x 1 Alcides e Caruso 2 x 1 Motta. Os vencedores decidiram o 5º lugar, quando Adolpho derrotou Caruso por 2 x 1. Alcides ganhou de Motta por 1 x 0 e garantiu o 7º lugar.

TAÇA DE PRATA

Embora fosse prevista para ser disputada por oito técnicos, para a Taça de Prata só compareceram cinco.
Jogaram todos entre si, em turno único. A classificação final foi esta:

CF
TÉCNICOS
J
V
E
D
GF
GC
SG
PG
Aprov.
BRUNO
4
3
1
0
7
3
4
10
83,33%
JAN
4
2
1
1
11
3
8
7
58,33%
PIMENTEL
4
1
2
1
7
7
0
5
41,67%
JEAN
4
1
1
2
5
10
-5
4
33,33%
FARNEZE
4
0
1
3
4
11
-7
1
8,33%

No próximo mês de abril inicia-se mais uma série de quatro Challengers, que serão classificatórios para o 2º Masters Series e que serão somados ao Ranking 2015, que apontará os nove melhores técnicos para a Primeira Divisão da Taça Brasília de 2015.