sábado, 29 de setembro de 2012

QUE LANCE INUSITADO, TARCÍZIO!!!


O GOLPE DO HIPERTENSO

Durante almoço no dia de hoje, no Mosaico, na 310 Sul, surgiram as seguintes pérolas, que logo foi chamado de “O GOLPE DO HIPERTENSO”!
Por uma questão de privacidade e para não correr o risco de colocar a “fonte” em situação constrangedora, não citarei nomes. A partir de agora, a “fonte” passa a ser conhecido como 23 (23 x 17), pois essa era, segundo seu relato, a pressão que ele estava durante os jogos da primeira fase de um torneio realizado no dia 3 de abril de 2012 (informação do blog).
Após o sorteio, 23 caiu num grupo dificílimo, com dois técnicos de primeira grandeza, que, doravante no relato passam a ser chamados de 12 (12 x 8) e 11 (11 x 7), ou seja, estavam com suas pressões normais.
Na primeira rodada, 12 venceu 11 por 1 x 0.
Na segunda, 23 enfrentaria 12. Foi aí que 23 chegou para 12 e falou: “Estou passando muito mal, não estou conseguindo enxergar direito, vendo tudo nublado, estou sentindo uma pequena paralisia e um formigamento no braço esquerdo e está parecendo que minha boca está meio torta”. 12, bastante preocupado com o estado de saúde de 23, tentou acalmá-lo, dizendo: “Quer ir ao banheiro, jogar uma água no rosto, dar uma respirada, beber alguma coisa e depois voltar para nosso jogo?”. 23 disse que não e, achando que perderia o jogo, falou que dava para continuar devagar no jogo, levando na “maciota”, esperando pelo final do primeiro tempo. Neste período, 12, muito preocupado com o estado de seu adversário, mas precisando pelo menos empatar, pois estava num grupo com três técnicos e se classificavam dois para a próxima fase, maneirou, pegou leve e fez dois gols.
No intervalo, 23 disse que ia até o banheiro, mas que não estava se aguentando em pé. 12 até se dispôs a chamar um médico para atendê-lo. 23 disse que não precisava!
Ainda passando muito mal, segundo sua “avaliação médica”, retornou para o segundo tempo. 12 achou que não haveria reação por parte de 23 e tentou passar o tempo com o placar de 2 x 0. Foi aí que baixou o espírito de Chaves em 23: “não contavas com a minha astúcia”. Em pouco mais da metade do segundo tempo, 23 fez o primeiro gol e, o golpe fatal, próximo do fim, conseguiu a proeza de empatar o jogo: 2 x 2, para a surpresa do incrédulo 12 e para a disfarçada alegria de 23, que assim viu funcionar toda a sua “tática de se fingir de morto”!
No segundo jogo, mal 11 chegou próximo à mesa, 23 começou com a mesma ladainha: que estava passando muito mal, sem enxergar direito, mal conseguia pegar na palheta, que estava precisando se escorar na pilastra para ficar de pé...
Com a mesma compaixão de 12, 11 logo fez 1 x 0, também pensando na classificação para a outra fase. Cometeu o mesmo erro, pensando da mesma forma que 12: vou controlando o resto do jogo e fica nesse 1 x 0 mesmo. Afinal de contas, o adversário não tem a menor condição de reagir no jogo.
Termina o 1º tempo 1 x 0 a favor de 11. 23 vai ao banheiro (o que será que tem de milagroso nesse banheiro?) e, ao retornar, diante de mais um estupefato 11, vira o jogo para 2 x 1. Quando deu por si, 11 se viu na seguinte situação: o quase moribundo 23 já estava classificado e ele de fora da segunda fase do torneio. Além disso, a “estratégia” de 23 foi tão bem utilizada que ainda lhe garantiu o primeiro lugar no grupo.
Depois desse relato, permaneceu uma dúvida entre aqueles que estavam almoçando no Mosaico: qual seria o prêmio por tamanha representação teatral? O troféu “Óleo de Peroba”, ou um “Globo de Ouro” ou até mesmo um “Oscar”!
Fiquem sabendo que isso foi contado de uma maneira tal que 23 ainda teve a cara de pau de dizer que não fez aquilo de propósito!
Quem quiser descobrir os personagens dessa “historinha”, as dicas estão no título da postagem, no segundo parágrafo e na “premiação sugerida”.

REALIZADOS QUATRO JOGOS NESTE SÁBADO


Neste sábado foram realizados quatro jogos dentre aqueles adiados da segunda e terceira rodadas do 2º turno da Taça Brasília 2012. Favor anotar:
 
AMIGOS 3 x 2 SERRANO
TRITURADOR 2 x 2 NAPOLI
SERRANO 3 x 2 TRITURADOR
AMIGOS 2 x 2 TRITURADOR

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

DO FUNDO DO BAÚ: UM CHALLENGER EM 2007

 
 
Primeira rodada da Segunda Fase do Challenger de 27 de fevereiro de 2007. Os jogos são Capibaribe (Mauro, de camisa cinza, à esquerda) x Meninos da Vila (Digão, que não aparece na foto), Estrela Solitária (José Ricardo, de camiseta branca, de costas) x Triturador (Luiz Cláudio, com uma belíssima bermuda cor-de-rosa), Amigos (Paulo César, de camisa social cinza-claro) x Verdão (Antônio Carlos, de camisa social verde) e Centenário (Tarcízio, que quase não aparece na foto, de camiseta amarela) x Mengole (Motta, de preto).
Mais ao fundo, à esquerda, um amistoso entre Vidigal (Pimentel, de vermelho) e Rio Carioca (Nilson, de preto).
Para terminar, bem à direita da foto, Paulão, de camiseta branca, também jogando um amistoso, com adversário não identificado.

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

A PRIMEIRA LOTERIA BOTONÍSTICA



Em 1979, durante o 1º Torneio Aberto de Futebol de Mesa de Brasília, surgiu a LOBOTECA, a primeira loteria botonística.
Quem deu a ideia foi Sérgio Netto, que contou com a ajuda de Alexandre Humberto Rocha, que desenhou o “volante” da nossa loteria.
Da mesma forma que a Loteria Esportiva da Caixa Econômica Federal, a LOBOTECA teve 13 jogos da fase semifinal do torneio, realizada nos dias 8 e 9 de dezembro de 1979.
As apostas tinham os seguintes valores: 10 cruzeiros o palpite simples e 15 o duplo.
Vinte e nove pessoas apostaram. Não teve sequer um ganhador.
Foram arrecadados 205 cruzeiros, quantia que serviu para gravar os troféus do torneio e dividir o restante entre os seis que acertaram nove palpites.
Os jogos foram esses:

1
DRAGÃO NEGRO
3
x
0
BONSUCESSO
Walter Morgado
 
 
 
Miguel Sousa
2
FLUMINENSE
1
x
0
GALO
Márcio Da Rós
 
 
 
Alexandre Humberto
3
AMÉRICA
0
x
3
BOLA PRETA
Ranieri Silvano
 
 
 
João Resende
4
CARIOCA
0
x
6
ESTRELA SOLITÁRIA
Alexandre Coelho
 
 
 
José Ricardo Almeida
5
GRÊMIO
4
x
1
SÃO PAULO
Paulo Caruso
 
 
 
José Silvano
6
ALVINEGRO
0
x
1
ESTRELA VERMELHA
Antônio do Rosário
 
 
 
Gaspar Vianna
7
TORINO
0
x
2
RUBRO NEGRO
Eduardo Almeida
 
 
 
Gilberto Moura
8
SCHALKE
5
x
0
CRUZEIRO
Antônio Carlos Almeida
 
 
 
Hamilson Moncaio
9
CORINTHIANS
2
x
0
GRÊMIO
Jan Buarque
 
 
 
Paulo Caruso
10
SANTOS
1
x
0
ALVINEGRO
Vicente Parisi
 
 
 
Antônio do Rosário
11
COLORADO
3
x
1
RUBRO NEGRO
Paulo Nader
 
 
 
Gilberto Moura
12
FRIGOSCANDIA
0
x
1
CRUZEIRO
William Dias
 
 
 
Hamilson Moncaio
13
SÃO PAULO
2
x
2
FLUMINENSE
José Silvano
 
 
 
Márcio Da Rós

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

TAÇA BRASÍLIA: POR PONTOS GANHOS, CARUSO É LÍDER; POR PONTOS PERDIDOS, ALCIDES LIDERA


Foi realizada na noite de ontem, na AABB, a terceira rodada do 2º Turno da Taça Brasília 2012.
Devido ao número de jogos adiados, temos dois líderes na competição: se considerarmos os pontos ganhos, Paulo Caruso ainda lidera a competição, com 23. A seguir, com uma pequena diferença entre eles e para o líder estão Alcides Figueira Filho (22), José Ricardo Almeida (21) e Antônio Carlos Almeida (20). Acontece que Caruso já fez 10 jogos e os demais oito. Se considerarmos os pontos perdidos, o líder seria Alcides, com 2, seguido de José Ricardo e Luiz Cláudio, com 3, e Antônio Carlos, com 4.
A disputa está tão acirrada neste segundo turno que até o técnico Luiz Cláudio Caruso, que não pôde participar das duas últimas rodadas por motivo de viagem a serviço, tem chance de ser mais um perseguidor do líder. Ele disputou apenas quatro jogos, vencendo três, estando, portanto, com nove pontos e, colocando seus jogos em dia, chegar aos 21 pontos ganhos, por exemplo.
Após os jogos de ontem, a classificação é a seguinte:

CF
CLUBES (Técnicos)
J
V
E
D
GF
GC
SG
PG
SANTOS (Caruso)
10
7
2
1
25
15
10
23
OSCAR (Alcides)
8
7
1
0
29
5
24
22
ESTRELA SOLITÁRIA (José Ricardo)
8
7
0
1
32
5
27
21
VERDÃO (Antônio Carlos)
8
6
2
0
22
8
14
20
CENTENÁRIO (Tarcízio)
7
4
2
1
16
4
12
14
VIDIGAL (Pimentel)
7
4
0
3
13
21
-8
12
MENINOS DA VILA (Digão)
8
3
3
2
14
9
5
12
AMIGOS (Paulo César)
8
3
2
3
10
14
-4
11
MENGOLE (Motta)
9
3
2
4
12
17
-5
11
10º
JUVENTUS (Eduardo)
7
3
1
3
12
7
5
10
11º
TRITURADOR (Luiz Cláudio)
4
3
0
1
9
7
2
9
12º
CORINTHIANS (Jan)
7
3
0
4
13
17
-4
9
13º
SERRANO (Bruno)
8
1
1
6
6
19
-13
4
14º
AZTECA (Marcelo Vasques)
7
1
0
6
5
22
-17
3
15º
NAPOLI (Roberto)
7
1
0
6
6
24
-18
3
16º
LEÃO DO NORTE (Paulão) (*)
15
0
0
15
0
30
-30
0
(*) abandonou a competição